quinta-feira, 29 de novembro de 2018

TAG: os últimos

   Achei essa tag legal e resolvi postar!


Última série que eu assisti: Better Call Saul. Ainda não terminei de assistir essa série porque ainda não foi finalizada, está na quarta temporada se não me engano e ainda serão lançadas mais temporadas. Mas assisti a todos os episódios que já estão disponíveis na Netflix. Eu comecei a ver esta série porque é uma prequência  de Breaking Bad, e quem diabos que assistiu Breaking Bad não se interessaria por qualquer coisa derivada dela? Se você assistiu Breaking Bad e não se interessou pela série que derivou dela, então você assistiu errado, volta e assiste de novo! kkk




O último filme que eu assisti: O Grinch. Em pleno 2018 eu nunca havia assistido o Grinch, até que na semana passada meu namorado sugeriu que assistíssemos esse filme na nossa noite de hambúrgueres caseiros. E devo agradecer a ele, pois esse filme é completamente meu tipo de humor e eu adoro o Jim Carrey. Além de muito engraçado, esse filme é uma bela crítica social.

"6:30 jantar comigo mesmo. Não dá pra cancelar de novo."


A última pessoa que eu vi: Meu namorado, será porque moramos na mesma casa?


A última música que eu escutei: Acho que foi The Man Who Sold The World, o cover do Nirvana para música do David Bowie.


Última roupa que usei: Vestido florido.


Última coisa que comeu: Wafer de chocolate.


Último doce que comeu: Wafer de chocolate kkkk.

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

TAG: Sunshine Blogger Award



 Um tanto quanto emocionante estar respondendo a uma tag pela primeira vez. xD Esta tag consiste em responder dez perguntas estipuladas pelo blog que te indicou e depois criar mais dez perguntas para os próximos blogs indicados.

 Quem me indicou foi a Valéria (incrível como esse nome combina perfeitamente com o rosto dela kkk), do blog Hey! I'm With The Band (o nome e o significado do blog são o máximo, siga o link).



   Seguem as perguntas feitas por ela:



01. O que você mais gosta do mundo dos blogs?

O fato de você poder criar um espaço com a sua personalidade, para reunir as coisas que você gosta e mostrar a outras pessoas.

02. Que horas você vai dormir e que horas você acorda normalmente?

Atualmente eu não tenho um horário exato, mas prefiro sempre dormir e acordar cedo, apesar de que ultimamente não tenho conseguido fazer nenhum dos dois. :(

03. Se tivesse a opção de saber como será o seu futuro, você gostaria de saber?

Curiosamente ontem escrevi em meu diário um texto sobre como eu quero estar futuramente. Sou curiosa para saber do meu futuro, mas estou em um conflito interno para deixar as coisas fluírem e focar no presente! Às vezes nos preocupamos tanto com o futuro que acabamos esquecendo de apreciar o "agora", tornando o presente uma experiência menos proveitosa do que poderia ser.

04. Qual o nome do seu bichinho de estimação? 


Tenho uma gata chamada Shelia, eu escolhi esse nome porque nos primeiros dias depois que a adotei ela era muito medrosa (provavelmente maltratada pelos antigos donos), só ficava embaixo da cama e não queria sair nem para comer, mas quando eu colocava a música "Shelia" do Atlas Sound para tocar ela vinha correndo e se esfregava em mim. Obviamente era apenas coincidência, mas eu ficava impressionada e o nome pegou! Hoje em dia a Shelia é muito sapeca, a timidez foi só nos primeiros dias e agora ela pensa que é a rainha do pedaço, hahaha. Eu tenho também uma linda cadelinha idosa chamada Mel, e recentemente dois bichinhos de estimação que eu amava demais morreram, um cachorro chamado Negão e um gato chamado Francisco Ferdinando. Amarei eles para sempre.


 


05. Qual música que passa uma mensagem bacana deveria ser obrigatória a todos? 

Definitely Sure - Double You


06. Cite uma frase inspiradora que você gosta.

"O tolo mostra toda sua raiva, mas quem é sensato se cala e a domina."

07. Você prefere escrever com lápis ou caneta?

Prefiro escrever com caneta, com certeza. Principalmente com as Fine Pens.

08. Qual seu medo mais esquisito?

Tenho aracnofobia, é horrível.

09. Acredita em signo? Qual é o seu?

Não acredito em signos, acho que a vida é complexa demais para ser regida pelas posições das estrelas. Mas respeito a opinião de quem acredita. Meu signo é capricórnio.

10. Qual sua rede social preferida?

Tumblr e Instagram. :)

Quem eu vou indicar:

Se você que está lendo isso possuir um blog, sinta-se à vontade para responder minhas perguntas. Ou seja, estou indicando todos que lerem esta postagem! :D

Estas são minhas perguntas:

1. O que você gosta de fazer no seu tempo livre?
2. Qual ramo das Artes é seu favorito?
3. Qual lugar do mundo você tem o sonho de conhecer?
4. Qual a sua profissão dos sonhos?
5. Qual seu personagem favorito da Disney?
6. Qual seu herói favorito?
7. Qual foi o primeiro filme que você foi assistir no cinema?
8. Você prefere ciências exatas ou ciências humanas?
9. Você sabe cozinhar?
10. O que você prefere: estar em contato com a natureza ou a rotina de uma cidade grande?

Finalizando, gostaria de agradecer a Valéria por ter me indicado! 
Um bom dia/noite a todos.

Au Revoir!
   

sábado, 28 de julho de 2018

Paredes invisíveis que construímos ao nosso redor







Instagram: @facedepapel


   O ser humano é capaz. Capaz de ir além, de ser mais, humano. Capaz de construir, e constrói, paredes. Paredes, muretas, MURALHAS!

   Ao passo que o mundo avança em direção a uma tecnologia que nos enche os olhos, construímos paredes que nos impedem de enxergar. De enxergar além. O que há além dos tijolos? Tijolos que empilhamos ao nosso redor todos os dias. Mais um, mais um, MAIS UM! Um aqui, outro ali e TCHANRAM: lá está. Mais uma parede, que nos cerceia a capacidade de sermos, humanos.
   Paredes que criamos a cada NÃO. A cada NÃO ao pôr do sol naquele finzinho de tarde normal, a cada papo que NÃO tivemos com os amigos, sentados na calçada de casa. A cada demonstração de afeto que NÃO expressamos por vergonha de sentir. A cada risada que NÃO demos da piadinha meia boca do tio canastrão naquele almoço de domingo em que preferimos NÃO sentar na mesa com nossa família. “Ah NÃO... quanta gente chata”. A cada estória contada pelos nossos avós que NÃO tivemos tempo para ouvir pois estávamos atarefados demais. A cada “eu te amo” não dito aos nossos pais ou a cada vez que respondemos NÃO ao “oi, vamos brincar lá fora?” que nosso irmão mais novo disse e NÃO saímos correndo pelo quintal, sentindo que cada mancha de sujeira e cada gota de suor foi recompensada pelos sorrisos espalhados.
   Tijolos, tijolos, TIJOLOS! SIM, tijolos. Tijolos cimentados também a cada SIM. A cada SIM para os sentimentos ruins. A cada SIM para o pedido do nosso ego, que cada vez mais tem a necessidade de ser inflado. A cada SIM para a vaidade, para o egoísmo, para a sensação de que “SIM, o mundo gira em torno de mim”. A cada SIM para a necessidade de aprovação. A cada SIM para a intolerância e qualquer que seja a sua manifestação. Tijolo por tijolo. Paredes erguidas.
Mas, o ser humano continua capaz.
Ainda somos capazes?
Ainda somos capazes!
Capazes de remover cada tijolo.
Capazes de mudar os sins e os nãos.
Capazes de enxergar a felicidade na simplicidade das coisas que realmente são importantes.
Capazes de vencer os medos.
Capazes de construir caminhos ao invés de paredes.
Capazes de demolir e ir para além dos muros, em direção à vida. Agora. VÁ!

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Temos nosso próprio tempo




   Pensar demais pode ser um problema, mas quando você cuida da qualidade dos seus pensamentos e pensa pra frente, isso é muito benéfico. E que bom que pensamos! É bom saber que, por trás de cada rosto, há uma capacidade de reflexão incrível. Uma das coisas que nos diferenciam de robôs. E já que, no mundo atual, cada vez mais nos parecemos com máquinas controladas, preservar sua essência é importante.

   Então eu sugiro a todos que tratem de refletir mais. Você está dando importância ao que realmente importa?

   É que o nosso tempo na Terra é muito curto, então é preocupante a possibilidade de chegar ao fim da vida e ter desperdiçado tempo com futilidades. E o fim da vida, ele é imprevisível. Pode chegar amanhã ou daqui a 50 anos. Pense sobre o que está fazendo com sua vida. Tem que valer a pena. O seu "eu" do passado, ele estaria orgulhoso do seu "eu" do presente?



   Independente de qualquer coisa, não é tarde. Não ainda. Dá tempo sim de realizar os seus planos, amar e cuidar do bem-estar do próximo. Pense sobre o que realmente importa, e vá atrás do que te faz feliz.

O que realmente importa pra você?

Não nos esqueçamos dos nossos princípios!

Somos visíveis, necessários e cheios de coisas a oferecer pro mundo!


"Todos os dias quando acordo
Não tenho mais o tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo!" 


   Au revoir!

R.